NATAL: felicidade é bem que não se compra

NATAL: felicidade é bem que não se compra

Pensei em várias maneiras de vir desejar feliz Natal pra vocês, mas a gratidão é tanta que não consegui colocar em palavras. Hoje, no finalzinho dessa data especial, me deparei com uma crônica da nossa colaboradora-quase-jornalista-literária-e-escritora-incrível Camila Vieira… Que traduz exatamente a mensagem que eu gostaria de passar pra cada uma das minhas leitoras! O texto é tão lindo e cheio de sentimentos que merece ser compartilhado milhares de vezes. E é o que vou fazer aqui!

Espero que o coração de vocês também fique quentinho a cada frase, assim como o meu – e saibam que desejo todo o amor e felicidade que houver no universo pra começarmos o novo ano que vem chegando por aí. Feliz Natal, suas lindas! Fiquem com as palavras da Cams e levem os ensinamentos pra vida ❤️

 

Fonte: Jornal Marco – PUC Minas

 
 

Você ainda vai conquistar o mundo!

texto superaçao depressao vida relacionamentos força blog comportamento

Queria começar esse texto citando uma das – muitas – frases inspiradoras do meu seriado favorito da vida, One Tree Hill. “A felicidade é um estado de espirito. Não um destino!”. E não é que é verdade? Eu demorei a perceber, mas o dia chegou. Chorei, sofri, desisti de mim mesma, chorei mais, desenvolvi uma ansiedade destrutiva e caí na tão temida depressão. Passei por momentos horríveis até aprender a lição! Eu sempre me perguntava… Como alguém tão nova pode ser tão triste? Como é possível sentir um vazio tão grande aqui dentro se eu tenho “tudo”? Me entreguei à cama durante um bom tempo e simplesmente me acostumei com a dor. Eu já conhecia bem! Era mais fácil, mais cômodo, virou vício. Acontece que eu tinha medo dos sentimentos bons. É isso. E só comecei a ter a oportunidade de sentir cada um deles intensamente quando eu mesma me permiti.

Passei anos da minha vida procurando a felicidade como se fosse o meu maior objetivo, mas eu só estava me escondendo dela. Enganando a mim mesma. Sofrendo sem parar, enquanto colocava na minha cabeça que um dia tudo daria certo. E seguia na minha zona de conforto. Continuava ali, trancada no quarto e afastada do mundo lá fora, derramando lágrimas por quem nunca mereceu. Deixando meu próprio pensamento me jogar no fundo do buraco. Me afundando junto com o aperto no coração que me atingia cada vez que eu fechava os olhos pra tentar dormir e escapar da realidade. Me enchendo de remédios e achando que algum calmante resolveria os meus problemas, enquanto só eu mesma poderia fazer isso. Fiquei tão escrava da dor que ela me cegou, trazendo uma energia ruim que eu alimentei sozinha dia após dia. Quando me dei conta, o negativismo já tinha tomado todo o meu corpo e a saída era obscura. E agora, o que eu ia fazer?

Ler mais

Sobre amor próprio e migalhas

Sobre amor próprio e migalhas

texto comportamento feminismo cronica mulher forte relacionamentos espinhas doces chocolate tpm

Falta de amor me resulta em gordura – e ausência de compreensão faz todo o lipídio que eu ingeri virar espinha. Eu ajo o tempo inteiro com amor, mas, na verdade, no sentido literal da expressão, eu não recebo amor: eu sou mal amada.

Se for pra ser mal amada, eu quero ser mal amada dos dentes brancos, do cabelo arrumado e da pele boa. Se todo cara que for ruim pra mim resultar numa acne, minha glândula sebácea vai trabalhar em função do cérebro que, no meu caso, funciona e bate como se ficasse no coração! E existe coisa mais perturbada do que oleosidade depender de hormônio adolescente da paixão? Vou dar um jeito.

Vou bater o meu “amor ao próximo” no liquidificador, dividindo metade em ‘amor ao próximo que merece’ e a outra parte em ‘amor próprio’. A metade sólida, que vai ser a casca da laranja espremida, será o meu amor individual, intocável e lindo por mim mesma. Enquanto isso, o sumo, cheio de átomos maleáveis e moléculas que, se começarem a colidir rápido demais – por conta de piti-nervoso – evaporam e viram gás… E, deixando de ser parte do suco, deixam de ser amor.

Ler mais



Renata Rocha ou Rê, 23 anos, mineira de BH. Estudante de jornalismo, é completamente apaixonada por ler, falar (muito) e escrever. Louca pelo universo feminino, ama assuntos sobre beleza e tudo relacionado à maquiagem, cabelos e unhas – o que é trazido há 5 anos neste blog. Pisciana que pensa com o coração, vive de sonhos e palavras!
















Load More
Something is wrong. Response takes too long or there is JS error. Press Ctrl+Shift+J or Cmd+Shift+J on a Mac.


Coloque seu e-mail e receba os posts do blog: